Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

manuelrpereira

manuelrpereira

29
Mai12

TANTO LÁ COMO CÁ

manuelrpereira

TANTO LÁ COMO CÁ

 

Tanto no nosso país vizinho em Espanha como aqui em Portugal a direita venceu as eleições e os efeitos da crise já se começaram a sentir, a inflação e o desemprego estão a pôr o povo Espanhol descontente e preocupado com o futuro.

No tempo de Zapatero, do governo socialista, o povo estava a viver melhor do que com este novo governo de direita, aqui em Portugal também acontece principalmente o mesmo, com o anterior governo socialista que Passos Coelho quando estava na oposição tanto criticava a crise não tinha as dimensões que hoje tem com este governo PSD/CDS e talvez a tão maléfica Troika não fosse preciso entrar aqui em Portugal, assim o afirmou Sócrates.

Está provado que os governos de direita só arruínam a economia do país, escravizam os trabalhadores beneficiando o capitalismo, tanto lá como cá e em todo o mundo a direita tem de ser combatida em nome da paz, da democracia e do direito ao trabalho.

 

Manuel Pereira

29-05-2012

 

 

29
Mai12

A CULPA É DE DE TODOS

manuelrpereira

A CULPA É DE TODOS

 

A crise em Portugal

Todos somos culpados

Cada vez no nosso país

O povo é mais explorado.

 

Cada vez há mais pobres

Com a crise a aumentar

Por este caminho não sabemos

Onde a gente vai parar.

 

A culpa é do governo

E também do patronato

Despedindo o trabalhador

No fim do seu contrato.

 

Enfim a culpa é de todos

Não se procurando soluções

Tudo berra e tudo protesta

Andamos todos aos empurrões.

 

Manuel Pereira

29-05-2012

 

17
Mai12

TODOS SOMOS CULPSDOS

manuelrpereira

TODOS SOMOS CULPADOS

 

O desemprego em Portugal atingiu dimensões tão alarmantes que é um flagelo para os desempregados, principalmente para os mais jovens.

O nosso governo, depois de tantas “falinhas mansas “ que as coisas iriam melhorar chegou finalmente à conclusão de admitir que o nosso país é quase líder da Europa do desemprego.

Desta praga social, que Portugal está mergulhado, batendo quase no fundo, acho que todos somos culpados dela, jovens que recebem o subsídio de desemprego e não procuram trabalho, a maldição dos contratos a prazo e também a facilidade dos despedimentos em nome da crise que muitos patrões se aproveitam para despedir os trabalhadores.

Analisando todos estes factos, chegamos à conclusão que somos todos culpados da crise e do desemprego.

 

Manuel Pereira

17-05-2012

09
Mai12

NÃO ESQUEÇAM AS FORÇAS ARMADAS

manuelrpereira

 

NÃO ESQUEÇAM AS FORÇAS ARMADAS

 

Quando se aproxima o 25 de Abril os capitães de Abril gostam muito de mostrar o seu protagonismo”.

Estas foram declarações de alguém do executivo de Passos Coelho que já não me recordo de quem as proferiu antes das formalidades do 25 de Abril que de certo modo foram irrisórias, mas, para mim muito mal pensadas.

Os capitães de Abril foram na verdade protagonistas de uma revolução que no decorrer de todos estes anos deram num fracasso total para a maioria dos portugueses, que o diga Otelo Saraiva de Carvalho, mas é bom não esquecer que as forças armadas detêm todo o poderio para fazerem a qualquer momento outra revolução e elas nunca podem ser desvalorizadas, todos os governos têm de ter isto em atenção e já há muito que o nosso exército caiu, como se costuma dizer para segundo plano na nossa democracia e os nossos militares merecem mais respeito.

 

Manuel Pereira

01-05-2012

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D