Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

manuelrpereira

manuelrpereira

31
Ago11

manuelrpereira

 

ZÉ BRAZILEIRO PORTUGUÊS DE BRAGA

 

Muito emigrantes que, quando se deslocam nas suas férias em Portugal, em vez de falarem na língua materna que é o português optam por falar estrangeiro, às vezes um pouco escalavrado e por isso não passam despercebidos onde pertencem.

Estes turistas de “meia tigela” o tal Zé brasileiro português de Braga, não deveriam desprezar a língua e o país onde nasceram, não se envergonhem do nosso país, por favor, quando chegarem a Portugal falem português.

 

Manuel Pereira

30-08-2011

31
Ago11

PORTUGUÊS DE BRAGA

manuelrpereira

 

PORTUGUÊS DE BRAGA

 

Os emigrantes portugueses

Quando chegam a Portugal

Falam estrangeiro

Em vez da língua natal.

 

Isto é desprezar

A língua portuguesa

Querem os emigrantes passarem

Pela classe burguesa.

 

Não queiram passar por favor

Por turistas abastados

Pelas pessoas que os conhecem

Podem bem serem desprezados.

 

Quando regressarem ao estrangeiro

Elogiem Portugal

Um país assim tão belo

Como ele não há igual.

 

MANUEL PEREIRA

30-08-2011

 

 

 

 

 

 

 

31
Ago11

NÃO ÀS MULHERES NO SACERDÓCIO

manuelrpereira

 

NÃO ÀS MULHERES NO SACERDÓCIO

 

Muito se tem falado e escrito sobre a integração da mulher na sociedade moderna como também na sua descriminação.

Estou de acordo que a mulher ocupe um lugar quase a todos os níveis n esta sociedade, mas não concordo de forma alguma que elas venham a ser Ordenadas no Sacerdócio, porque esta Missão só pertence aos padres, Cristo quando escolheu os seus seguidores foram homens, simples pescadores para continuarem a Sua missão no mundo, espero que o Vaticano não aprove as mulheres-padres, isto seria um desacreditar na religião católica a que eu pertenço e que já também não concordo com muita coisa que hoje se pratica na igreja.

Espero enquanto for vivo não ver nenhuma mulher no altar, doutra forma e com muita tristeza deixaria de ir assistir à Eucaristia.

 

Manuel Pereira

17-07-2011

29
Ago11

MAIS AUSTERIDADE

manuelrpereira

 

É PRECISO OUTRA REVOLUÇÃO

 

Os aumentos depravados que se fizeram sentir em todos os produtos desde os bens essenciais, transportes etc. Os medicamentos também não fugiram à regra.

Um genérico que eu e a minha mulher tomamos todos os dias para o colesterol que custava um euro e pouco, agora “pimba” custa 14 euros, como se diz (toma lá que é democrático) ainda perguntei na farmácia se não haveria engano responderam-me que agora era aquele preço e o remédio foi pagar.

Estamos rodeados de saqueadores e oportunistas que nos chupam até ao tutano é preciso outra revolução para acabar com esta ditadura feroz que se instalou em Portugal para bem de todos.

 

Manuel Augusto Rocha Pereira

28-08-2011

29
Ago11

OS POBRES NÃO AGUENTAM

manuelrpereira

 

OS POBRES NÃO AGUENTAM

 

Os pobres não aguentam

Esta vida de privações

Todos os políticos prometem

Um mundo de ilusões.

 

Os patrões estão a despedir

Todo o pessoal

Prejudicar os empregados

Para eles não faz mal.

 

O governo não faz nada

Para a vida melhorar

E ela cada vez

Está a piorar.

 

Não sabemos na verdade

Quem nos há-de valer

Só resta a nós os pobres

Passar a vida a sofrer.

 

MANUEL PEREIRA

26-08-2011

 

25
Ago11

AUSTERIDADE

manuelrpereira

MAIS AUSTERIDADE

 

Mais austeridade

Que está para chegar

E mais uma vez o Zé-povo

Terá de aguentar.

 

As medidas de austeridade

É o nunca mais acabar

E os mais desfavorecidos

Começam a desesperar.

 

Mas quando é que estas medidas

Irão de vez acabar

Para que todos nós

Podermos descansar.

 

Veja lá senhor ministro

O que é que anda a fazer

Não faça mais por favor

O povo padecer.

 

O senhor Passos Coelho

Falava todo cordial

Mas Afinal não era

O salvador de Portugal.

MANUEL PEREIRA

25-08-2011

 

 

 

 

25
Ago11

NOVAS MEDIDAS DE AUSTERIDADE

manuelrpereira

MAIS MEDIDAS DE AUTERIDADE

 

Novas medidas de austeridade já foram anunciadas pelo governo e que brevemente serão postas em prática porque o executivo já não sabe o que fazer para pagar a dívida a esta tão maléfica Troika que tanto tem atormentado os nossos neurónios.

Surpresos? Não, porque com esta maralha de sanguessugas e incompetentes que nos têm governado é de esperar tudo e mais alguma coisa, não teriam fundamento as palavras de José Sócrates que Portugal não necessitava deste empréstimo? É uma dúvida e uma pergunta que fica no ar (…) como o “Senhor dos Passos “iludiu os portugueses como o salvador da pátria!

Agora é esperar mais sacrifícios e cada vez mais dolorosos para os mais pobres até que um dia estes governantes sejam expulsos como os vendilhões do templo e haja um Portugal mais justo para todos.

Manuel Pereira

25-08-2011

06
Ago11

REFORMADO E MAL PAGO

manuelrpereira

REFORMADO E MAL PAGO Estou de acordo com o aumento das pensões mínimas o que já tardava, mas este aumentos sejam muito exíguos para o nível da inflação que neste momento o país está mergulhado. Todas as reformas mínimas deveriam se situar nos 500 euros, a minha não chega aos 400 euros, será que também não deveria ser aumentada? É com lamento que exclamo, sou reformado e mal pago. Manuel Augusto Rocha Pereira 06-08-2011

05
Ago11

GAIA ULTRAPASSOU O PORTO

manuelrpereira

GAIA ULTRAPASSOU O PORTO

 

É com alguma tristeza e com uma certa inveja que afirmo que Vila Nova de Gaia já há muito que ultrapassou o Porto a quase todos os níveis, principalmente no de turismo, isto só prova que Filipe Meneses é melhor do que o seu homólogo Rui Rio.

Da parte de cá, a melancolia está instalada na cidade do Porto porque não há um presidente que faça nada por ela, para o seu desenvolvimento.

Senhor Rui Rio, não é só discutir o caso das “tripas à moda do Porto” a que eu achei imensa piada, trabalhe mais pela nossa cidade e pelo seu engrandecimento, os portuenses e o nosso Porto agradecem.

 

Manuel Augusto Rocha Pereira

04-08-2011

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D