Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

manuelrpereira

manuelrpereira

30
Jul08

...

manuelrpereira

 

UM PAÍS INSEGURO
 
A onda de violência em Portugal tem aumentado de forma tão assustadora que ninguém está seguro em lado algum.
Um taxista assassinado, a violência na Quinta da fonte, policias assaltados e ficaram sem as armas, assaltos a toda a hora à mão armada etc., quem para tudo isto?
O ministério da Administração Interna é impotente para travar toda esta criminalidade porque o ministro é medíocre e nada faz para travar toda esta violência. Se não derem mais autoridade às forças de segurança, brevemente ninguém pode sair à rua.
 
MANUEL AUGUSTO ROCHA PEREIRA
30-07-2008
21
Jul08

o mar é lindo

manuelrpereira

 

O MAR É LINDO
 
Ó mar que és tão lindo
As tus ondas se agitam
No amor e felicidade
Também elas acreditam.
 
Sempre que posso ó mar
Vou-te sempre visitar
Com um poema no coração
Para te poder recitar.
 
Ó mar não sejas cruel
Tem lá bom coração
Pois todos os pescadores
Em ti ganham o seu pão.
 
Gosto de ti ó mar
Com o teu azul brilhante
Vês no céu um amigo
E a areia a tua amante.
 
MANUEL AUGUSTO ROCHA PEREIRA
 
19-07-2008
 
 
17
Jul08

QUEM NOS PERDOA?

manuelrpereira

 

QUEM NOS PERDOA?
 
Fiquei estupefacto com a notícia que o estado português tinha perdoado uma dívida de muitos milhões de euros a Moçambique! É realmente uma notícia que nos deixa perplexos.
Portugal è um país onde a economia está abaixo da EU e não entendo o perdão assim duma dívida astronómica, deve-se perdoar sim, mas não desta maneira, ou melhor, facilitar o seu pagamento.
Quero fazer uma pergunta ao governo, as famílias mais desfavorecidas, que chegam ao fim do mês e não têm dinheiro para pagarem a prestação da casa, luz, a água etc. quem é que lhes perdoa?
 
MANUEL AUGUSTO ROCHA PEREIRA
3-07-2008
 
17
Jul08

o bolhão é nosso

manuelrpereira

 

O BOLHÃO É NOSSO
 
O bolhão é nosso
E nosso há-de ser
E não vamos permitir
Ver ele desaparecer.
 
O bolhão é nosso
Ele é das nossas gentes
Todos os que o visitam
Ficam loucos de contentes.
 
Veja lá Sr. Rui Rio
O que está a preparar
Não vá deixar os comerciantes
Todos de mãos abanar.
 
Viva o bolhão
Vamos lá todos gritar
O nosso grande mercado
Não vai nunca acabar.
 
MANUEL AUGUSTO ROCHA PEREIRA
13-07-2008
 
07
Jul08

...

manuelrpereira

 

PALHAÇADA
 
Foi uma autêntica palhaçada e vergonhosa a audiência da FPF sobre o caso “apito final”.
A priori, nada ficou ainda decisivo concretamente quanto à descida ou não do Boavista e do castigo aplicado a Pinto da Costa.
Não condeno o abandono do presidente do executivo da mesa da assembleia porque foi acusado injustamente por alguns conselheiros de manter o Boavista de qualquer maneira na primeira liga, mas esses senhores, sim, è que querem desprestigiar o grande clube do Bessa e até se poderem acabarem com ele… na verdade o Boavista, incomoda muita gente!
Senhores da FPF, basta de palhaçadas no nosso futebol, se não são competentes, por favor demitam-se em bloco, não queiram que o nosso futebol seja desprestigiado tanto a nível europeu como a nível mundial.
 
MANUEL AUGUSTO ROCHA PEREIRA
06-07-2008
 
 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2010
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2009
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2008
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2007
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D